Escolha uma Página

A importância do ambiente suficientemente bom na infância

A importância do ambiente suficientemente bom na infância

A concepção de “ambiente suficientemente bom” foi desenvolvida pelo psicanalista britânico Donald Winnicott, no qual destacou a importância de um ambiente saudável e consistente para o desenvolvimento saudável das crianças. Um ambiente suficientemente bom, segundo ele, deve oferecer cuidados amorosos, suporte emocional e segurança. Embora a criança já nasça com o potencial de se desenvolver emocionalmente, é o ambiente que possibilita que isso aconteça. O ambiente, nesse caso, inclui tudo que está ao redor da criança, como seus pais ou cuidadores, objetos, espaços físicos e emocionais. 

E como proporcionar um cuidado sensível e atencioso à criança?

Esses cuidados podem ser por exemplo aconchegar o bebê de forma suave, segurá-lo com firmeza mas ao mesmo tempo delicadeza para transmitir segurança, falar com a criança de forma tranquila e suave, fazer contato visual para estabelecer conexão emocional, brincar através de toques suaves, cantos ou movimentos delicados e etc. 

É importante também permitir o desenvolvimento da individualidade e personalidade da criança. Cuidar bem dela é permitir seu crescimento autônomo, sem controle excessivo, para que ela desenvolva confiança em si mesma, sem tentar moldá-la.

Afinal, qual a importância do ambiente suficientemente bom para a criança?

A qualidade do ambiente em que a criança vive durante a infância terá um impacto significativo em seu desenvolvimento emocional e psicológico, o que, por sua vez, pode influenciar diretamente sua vida adulta e suas interações interpessoais no futuro. Em outras palavras, a maneira como a criança é criada e o ambiente em que cresce podem moldar sua personalidade, habilidades sociais e emocionais. 

Para mais textos como esse visite nosso site: www.exitopsicologia.com.br

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Precisa de ajuda? Fale com a Êxito